a

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Aenean commodo ligula eget dolor. Aenean massa cum sociis Theme natoque.

Latest Posts

1-677-124-44227
184 Main Collins Street West Victoria 807
info@yoursite.com

Espanha fora do comum

Quase todo mundo que vai à Espanha pensa logo em Madrid e Barcelona – ainda mais no auge do inverno, já que essas cidades são um refúgio europeu do frio rigoroso.

Mas que tal fugir do lugar comum e conhecer regiões diferentes e pouco visitadas no país?

Nada melhor do que aproveitar o que a Espanha tem de bom sem aquele mar de turistas, filas intermináveis e pontos de visitação clichê.

Foi pensando num roteiro que passa longe do convencional que selecionamos três lugares ímpares na Espanha.
Agora é só você escolher qual deles te encanta mais e fazer as malas! E se quiser visitar os três, melhor ainda!

3 Lugares fora do comum na Espanha

1.  Gulpiyuri – a praia espanhola que você precisa conhecer

A fascinante e paradisíaca praia de Gulpiyuri está localizada nas Astúrias, e possui uma característica única: ela fica a uma distância de 100 metros do mar, no meio de uma área agrícola.

A pequena praia, de areia fininha, possui um pequeno oco circular de 50 metros de diâmetro com água do mar, que está interligada com a costa.iStock_000054977806_MediumO isolamento geográfico permitiu o bom estado de conservação desta pequena e delicada joia natural. A profundidade e o tamanho da praia não permite que os banhistas mergulhem, mas é possível se banhar e relaxar nas águas calmas.

A praia se formou devido à costa possuir um despenhadeiro de rocha de calcário, onde o mar foi criando uma gruta para o interior do despenhadeiro, até que o fundo da gruta cedeu (um fenômeno cárstico conhecido como dolina), deixando um pequeno vão circular de 50 m de diâmetro e 100 m de comprimento.

Este afundamento permanece como um canal subterrâneo intacto até o mar e está sujeito ao fluxo e movimento das marés.

2. Empuriabrava – a “Veneza” espanhola

Empuriabrava é uma cidade incomum na costa de Girona, Costa Brava. É uma das maiores marinas residenciais do mundo, com mais de 40 km de canais navegáveis, 5.000 barcos e iates para cerca de 7.800 residentes locais. Essa população quase que decuplica durante o verão.

iStock_000022369449_Medium
A cidade que foi originalmente construída sobre um pântano e acabou se transformado em um destino turístico em meados de 1970, é muitas vezes chamada de “a Veneza da Espanha”. O local é um importante pólo do turismo de luxo e destino frequente para os ricos e privilegiados.


Vamos planejar a sua próxima viagem? Entre em contato ↠


É particularmente popular entre os alemães e os franceses, mas também recebe muitos visitantes holandeses e britânicos.

A maior parte da cidade é composta por casas construídas em estilo clássico do Mediterrâneo. A vida noturna é vibrante, com bares, danceterias, e uma variedade de restaurantes para estrangeiros ávidos a desfrutar da comida familiar local, que é muito apreciada. Muitos turistas alugam veleiros ou barcos motorizados para realizar passeios pelos inúmeros canais da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Em Empuriabrava, o sol brilha quase 300 dias por ano. Há uma praia magnífica, larga e com vários quilômetros de comprimento, que é popular entre os banhistas e também entre os que apreciam diversos tipos de esportes aquáticos.

Além disso, Empuriabrava é um paraíso para os pára-quedistas. Ao norte da cidade está o maior e mais movimentado Centro de Paraquedismo da Europa: o Skydive Empuriabrava, considerado um dos três melhores do mundo.

3. O desfiladeiro de Ronda

Ronda é uma das mais antigas cidades da Espanha, situada na província de Málaga. É tida como a cidade-berço das touradas. Com cerca de 500 km2, tem aproximadamente 40.000 habitantes. A cidade tem vários edifícios históricos e atrações turísticas culturais.

iStock_000026096436_MediumEla fica sobre uma planície rochosa a 740 metros acima do nível do mar. Um precipício conhecido como “el Tajo de Ronda” (Penhasco de Ronda), por onde passa o rio Guadalevín 150 metros abaixo, divide a cidade em duas partes: de um lado fica a parte mais antiga – cercada por uma muralha e com vários prédios da época da colonização sob o domínio mouro (árabe) – e do outro, a parte moderna.iStock_000009342436_MediumO desfiladeiro é atravessado por três pontes sobre o Penhasco de Ronda interligando a cidade antiga com a nova. As três pontes: Puente Nuevo, Puente Vieja e Puente Árabe, oferecem vistas espetaculares.iStock_000009253785_Medium

You don't have permission to register