a

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Aenean commodo ligula eget dolor. Aenean massa cum sociis Theme natoque.

Latest Posts

1-677-124-44227
184 Main Collins Street West Victoria 807
info@yoursite.com
iStock 507449053

6 lugares imperdíveis para conhecer durante o verão na Polônia

O verão na Polônia é cheio de surpresas. A começar pelo amanhecer. Como o país fica bem ao norte do globo, há muito mais horas de luz durante o dia, que inicia… à 1h da manhã. O calor, no entanto, não é dos mais fortes. Com temperaturas de 20 a 27 graus, o auge da estação acontece entre julho e agosto. As belas praias encantam, mas é a riqueza histórica e cultural – e os lugares bastante curiosos – que surpreendem quem resolve passar a temporada por lá. Veja alguns dos melhores destinos do país que a Copastur Prime indica.

Gdansk

Esta cidade, à beira do Mar Báltico, é perfeita para quem quer fazer um mergulho histórico e cultural durante o verão polonês. As ruas de pedra de Main Town, a região central, guardam dezenas de edifícios reconstruídos após a Segunda Guerra Mundial. A Santa Maria, maior igreja de tijolos do mundo, e a Long Market, uma via repleta de edifícios históricos, pedem passeios demorados.

Long Market Square , Gdansk

Long Market Square ,Gdansk

Agitação também não falta: restaurantes, cafés e clubes atraem viajantes, que também se divertem alugando iates para navegar nas águas de Puck Bay. Aliás, Gdansk tem tanto a oferecer que existem até opções de tours a pé e de barco. Dica: Passe em uma loja de âmbar. O entorno da cidade é conhecido por ser a fonte mais rica dessa pedra semi-preciosa no mundo.

Sopot

Sopot

Sopot

Luxuosa, a cidade que tem o maior píer de madeira do continente europeu, fica na costa sul do Mar Báltico. Partindo de Gdansk, é possível chegar de trem. Na Bohaterów Monte Cassino Street, uma rua enorme, além da arquitetura, boas opções de compras e a gastronomia são as principais atrações. Gosta de explorar novos lugares? Vá até o Crooked House, premiado edifício cujos telhados em formato de dragão e as janelas curvas abrigam lojas, restaurantes, bares, clubes e cafés. No Ópera da Floresta você pode assistir a um espetáculo em meio a uma floresta.

Ilha de Hel

Para chegar a esse paraíso à beira mar, há duas alternativas: embarcar em um ferry boat a partir de Gdansk (a viagem dura uma hora) ou em um trem saindo de Sopot ou Gdynia. A península, de 34 quilômetros de extensão, tem praias praticamente desertas, rodeadas por florestas de pinheiros.

Beautiful sandy beach on Hel Peninsula, Baltic sea, Poland

Na orla, antigas casas de madeira de pescadores, foram transformadas em sorveterias, pubs e restaurantes de frutos do mar. Se você gosta de esportes aquáticos, aproveite: a Ilha de Hel é um dos melhores locais da Europa para a prática de windsurfe e kitesurf.

Cracóvia


Vamos planejar a sua próxima viagem? Entre em contato ↠


Antiga residência da monarquia polonesa, a Cracóvia é ideal para fazer uma imersão na história polonesa. Um bom ponto de partida é a praça principal, Rynek Glowny, que conduz a uma série de marcos e atrações. Uma das mais impressionantes é o Castelo Wawel, um complexo que abriga torres, muralhas, uma catedral e belos jardins. Fã de compras? Não perca o The Cloth Hall, o shopping center mais antigo do mundo, construído há 700 anos. Por abrigar a maior população judaica da Europa antes da Segunda Guerra, a Cracóvia também permite entender melhor os efeitos da ocupação nazista.

 Restaurante no bairro judeu do distrito de Kazimierz em Cracóvia


Restaurante no bairro judeu do distrito de Kazimierz em Cracóvia

A fábrica retratada no filme A lista de Schindler, de Steven Spielberg, vale a visita: o local é hoje um museu multimídia dedicado às experiências dos habitantes da cidade durante e após a Guerra. O Kazimierz, vila que abrigava os judeus segregados, é hoje um bairro boêmio, com bares, restaurantes e intensa vida noturna.

Minas de Sal de Wieliczka

Capela em Mina de Sal Wieliczka Polônia

Capela em Mina de Sal Wieliczka Polônia

A antiga mina de sal de Wieliczka, na região metropolitana da Cracóvia, tem mais de 700 anos e deixou de funcionar em 2007. Mas não está abandonada. Seus 287 quilômetros de extensão formam uma grande metrópole subterrânea, sustentada por gigantescas estruturas de madeira. A 327 metros de profundidade, a mina é formada por inúmeras capelas, galerias e salões decorados com estátuas, esculturas e painéis esculpidos na rocha de sal. O cenário é tão pitoresco que serve de locação para filmes e palco para concertos e exposições. Para terminar a visita, a dica é fazer uma sessão de compras nas lojas das galerias.

Varsóvia

No verão, um dos melhores programas da capital polonesa é se reunir com os amigos no final do dia à beira do rio Vístula para admirar o pôr do sol, que ocorre às 22h. O que também pode ser feito no Parque Lazienski, uma imensa área verde em plena região central que abriga um palácio, um museu de arte e diversos animais (de passarinhos a porcos-espinhos). Caminhar pela cidade, entre castelos e casas coloridas, também é um bom passeio.

 

Museu de Museu de Frédéric Chopin

Museu de Museu de Frédéric Chopin

Além de vários museus históricos, como o Nacional e o Warsaw Uprising Museum, há um especial para quem gosta de música, o Museu de Frédéric Chopin, com atrações interativas e audiovisuais.  Cultura, aliás, é o grande atrativo da estação. A cidade recebe dezenas de festivais, como o Wianki com música e dança para celebrar o solstício de verão ou o Jazz na Starówce, com apresentações de música no centro histórico.

You don't have permission to register